Veja os 5 erros comuns em contas a pagar

cinco-erros-mais-comuns-fluxo-de-caixa
A administração financeira de uma empresa não inclui apenas conhecer a lucratividade ou quando ocorrerá o recebimento de um pagamento, mas também inclui saber o que se deve pagar. As contas a pagar, inclusive, podem garantir a ruína de uma empresa se não forem administradas corretamente.Veja – e evite – os cinco erros comuns em contas a pagar!

Não controlar as contas a pagar

Muitos empresários e gestores decidem não fazer um controle estrito do que deve ser ou do que foi pago porque acham que sabem tudo de cabeça ou que não haverá nenhuma surpresa na hora do pagamento. Porém esse se trata de um erro imperdoável porque sem controle é impossível fazer um planejamento financeiro correto, além de aumentar os riscos de ter que se fazer um pagamento imprevisto, como uma taxa a mais.

Dessa forma, sem o controle do que foi pago, como com um fluxo de caixa, perde-se a noção de quanto a empresa dispõe, de quanto já foi gasto, em que foi gasto e o que restou, prejudicando toda a gestão financeira.

Desconhecer prazosimages

Não manter um controle do que deve ser pago também leva ao desconhecimento de prazos, o que inclusive pode fazer com que a empresa perca boas oportunidades de descontos já que pagar adiantado muitas vezes traz alguns benefícios.

A falta de conhecimento sobre os prazos também surge como um empecilho para que a empresa planeje o que pode ser gasto de acordo com a data das contas a receber. O resultado disso? A empresa está sempre na corda bamba e dependendo de recebimentos externos para poder se manter – e nem sempre o gestor se dá conta disso.

Atrasar pagamentos

Atrasar o pagamento de contas a pagar é outro erro imperdoável porque além de prejudicar os fornecedores também pode fazer com que o relacionamento de fornecimento fique abalado, levando à perda de condições facilitadas já conseguidas. Caso a empresa atrase com frequência as contas a pagar a um fornecedor, por exemplo, esse fornecedor pode impedir o pagamento parcelado ou a prazo, complicando a situação financeira da empresa.

Os pagamentos devem ser feitos em dia, para garantir relacionamentos com fornecedores que sejam duradouros e vantajosos para ambas as partes, além de evitar multas.

Misturar com contas pessoais

O dinheiro da empresa deve ser gasto para pagar as contas da empresa e fazer investimentos nela. Esquecendo-se disso ou simplesmente ignorando esse fato, não é incomum encontrar empresários que misturam contas pessoais com do trabalho. Quer um exemplo? O empresário está em sua empresa e de repente se dá conta que precisa pagar a conta de luz de sua residência. Apesar disso, ele está sem dinheiro em mãos e decide fazer o pagamento com o saldo da empresa.

Embora possa parecer inofensivo, esse hábito é altamente prejudicial para a empresa já que em determinado momento o empresário pode se ver usando o dinheiro da empresa para pagar mais contas pessoais do que da empresa.

Não considerar gastos pequenos

img-clientePor menor que seja um valor a ser pago, ele precisa ser considerado e entrar no balanço da empresa ou então a conta não vai fechar. É o caso, por exemplo, de a empresa gastar 1 real por determinada operação bancária. Pode não parecer um valor grande, mas a verdade é que a empresa faz 100 dessas ao longo do mês.

No final de 30 dias, o resultado é de 100 reais, o que ainda pode parecer pouco, mas em um ano são 1.200 reais. Em uma década, são 12 mil reais não contabilizados. Por isso, é indispensável manter um controle estrito sobre todas as contas a pagar por menores que elas sejam para garantir o máximo de eficiência.

Somados, esses erros em contas a pagar minam as oportunidades da empresa e levam a um resultado financeiro muito aquém do esperado.

 

Fonte : Asseinfo

Veja os 5 erros comuns em contas a pagar
Tags: