Procedimentos simples evitam o risco de ataques a computadores

Empresas e bancos brasileiros disseram que não foram afetados pelo ataque aos computadores que já atingiu 200 mil unidades em 150 países desde sexta-feira (12). A Febraban (Federação Brasileira de Bancos) diz que investe anualmente R$ 2 bilhões em segurança na internet e alerta que o comportamento do consumidor é importante para diminuir os riscos.

Os especialistas em tecnologia de informação dizem que procedimentos bem simples como a atualização constante dos sistemas e o uso de produtos originais no computador diminuem bastante o risco de ataques.

Essa também é a opinião do especialista em segurança Humberto Sousa. Ele diz que um simples backup – um arquivo de seus dados fora do computador – ou num CD ou pen drive, já protege dos hackers.ransomware-10x10-FB

“Ele sequestra todos os dados. Então, ele coloca uma criptografia em cima dos seus arquivos que você visualiza que eles estão lá, mas você não consegue acessar”. De acordo com Humberto, um backup já resolveria o problema.

Cresce a procura por bitcoins
O bitcoin é a moeda virtual preferida dos criminosos da internet porque não pode ser rastreada. Quem tem vira o próprio banco. A transferência é feita de pessoa para pessoa – sem necessidade de uma instituição bancária e sem pagar impostos para o governo.

O Brasil é um dos países do mundo onde mais circulam bitcoins, tanto que o único caixa eletrônico da América Latina está em São Paulo. A máquina faz a moeda virtual passar para o mundo real. Funciona assim: quem tem bitcoins guarda numa carteira virtual, que é um código chamado QR code, e essa máquina consegue ler esse código. A empresa que cuida da reposição não está dando conta do crescimento da procura pelas moedas.

Quanto mais pessoas forem aderindo ao uso do bitcoin, mais fortalecida fica a moeda e a credibilidade que ela passa para os consumidores”, explica Cláudio Carvajal, coordenador do curso de Administração na Fiap (Faculdade de Informática e Administração Paulista).

A cotação do bitcoin varia bastante porque os dados não são oficiais, mas a valorização passou de 300% nos últimos 12 meses. Segundo as plataformas de troca da moeda, hoje, um bitcoin vale R$ 644 mil.

Ataque cibernético já afetou 200 mil computadores em 150 países, incluindo o Brasil.

Fonte: Jornal Hoje

Procedimentos simples evitam o risco de ataques a computadores
Tags: